Capitão Fausto . Pesar o Sol

Este é um dos regressos mais aguardados na música nacional. Depois de Gazela, a fasquia elevou-se muito para os Capitão Fausto, mas cientes das responsabilidades, o colectivo lisboeta entrou em 2014 a pés juntos e ofereceu-nos um disco que só não será reconhecido por alguma deficiência auditiva.

Em Gazela, os Capitão Fausto apresentaram um rock divertido e festivo, com temas que entram no ouvido e que nos fazem bater o pé de início ao fim.

Pesar o Sol é sem dúvida um disco diferente. Estamos diante de um disco mais cuidado, mais trabalhoso na componente criativa, mais instrumental, mas com a veia festiva bem ruborizada.

Quando ouvimos pela primeira vez a Célebre Batalha de Formariz, primeiro avanço de pesar o Sol que foi apresentado em meados de 2013, pairou a ideia de uma mudança efectiva na complexidade instrumental, mas por outro lado, o fio condutor dos Capitão Fausto ficava intacto. Maneiras Más foi o segundo tema a ser revelado e ficamos certos que este é um trabalho mais maduro, onde os pormenores são trabalhados até à exaustão.

Em Pesar o Sol a voz de Tomás Wallenstein está mais madura, fruto da sua evolução como artista e pela exigência dos temas, mas que não impede o uso de efeitos vocais, aquecendo-nos e preenchendo todos os espaços do nosso palato auditivo.

2014 ainda agora começou, mas o a fasquia já está alta. Estamos diante de um dos melhores discos 2014? Acreditamos que sim.

9/10

Previous post
Ermo . Vem Por Aqui
Next post
Wild Beasts . Present Tense
Back
SHARE

Capitão Fausto . Pesar o Sol