Vitorino Voador . O dia em que todos acreditaram

João Gil, membro dos Diabo na Cruz e You Can’t Win, Charlie Brown avança para uma carreira a solo sob o cognome Vitorino Voador, após o bem sucedido EP Vitorioso Voo editado pela NOS Discos.

Este é um disco introspectivo, onde João Gil mostra o seu lado melancólico e talvez erudito. Estamos diante de um tabalho musicalmente complexo e “díficil” de “entrar” nos ouvidos das massas, pois está isento de temas orelhudos e radiofónicos.

A cena indie nacional começa a ganhar força nas gentes mais jovens que está ávida de musica nova e de artistas nacionais que tenham a capacidade de surpreender e de se “deslargar” dos clichês musicais que as produtoras e editoras obrigam, para rentabilizarem o investimento financeiro.

O dia em que todos acreditaram é isso mesmo, um disco ora lento e melancólico, oram animado e até dançavel, com umas pitadas de guitarrada aqui e ali. Tudo isto é colocado na bimby criativa de João Gil e temos um trabalho de todo invejável, que certamente não terá o sucesso nas vendas que provavelmente mereceria.

Cada vez mais acreditamos que os alguns músicos nacionais fazem os seus discos numa perspectiva única e exclusivamente artística, deixando de lado êxitos de vendas, notoriedade musical e reconhecimento. Este é o tipo de disco direccionado para os nichos. Não vemos problema nenhum nisso, aliás, regozijamos a coragem e a ousadia de haver uma vertente tão forte nesses sentido, com músicos cada vez mais músicos e menos subservientes das vontades das editoras que ainda vendem discos.

Venha Ele foi o primeiro tema deste trabalho a ser conhecido e aqui ficamos com a certeza que iríamos ter um registo honesto com a sua vontade artística. Ser Alguém, Sem Ninguém e Viver Bem ou Morrer Mal são talvez os temas que nos põem literalmente a mexer. O Caminho permite-nos caminhar pela imensidão escura da nossa alma e pelas cadeias depressivas do nosso dia a dia.

Há intensidade. Há amor. Há uma entrega física e emocional do músico a estas canções. Há um disco que não é para todos, nem para todos os momentos… as obras de arte têm estas particularidades.

8/10

Previous post
Keep Razors Sharp @ Tertúlia Castelense
Next post
Indouro Fest
Back
SHARE

Vitorino Voador . O dia em que todos acreditaram