Perfume Genius . Too Bright

Mike Hadreas é homossexual. Normalmente a orientação sexual de um artista nada importa mas Hadreas ou devia dizer Perfume Genius, faz da homossexualidade o tema das suas canções, da sua estética e da sua raiva. Neste disco, Too Bright, Hadreas mostra-se muito confortável e profundamente entretido com a exposição do seu estilo de vida e no incómodo que isso causa nos héteros que, segundo uma passagem de uma das suas entrevistas, vivem em terror de cada vez que ele passa. Mais do que incompreensão ou ódio, é um disco de assumido carimbo libertador, um assumir indubitável da ameaça que um homossexual é para uma sociedade desinformada.

Em “Queen”, termo depreciativo que podia ser traduzido no portuguesíssimo “roto”, Hadreas pergunta logo a abrir “Não conheces o teu roto? / musculado / decidido / flores brotam aos meus pés” para depois contrapor “Não conheces o teu roto? / Partido / a escamar / infecto de doenças / Não me conheces?” para terminar em triunfo “Nenhuma família está segura / quando me passeio.” Foi somente há três anos que o senador americano Rick Santorum disse que o estilo de vida gay colocava em risco a sua liberdade e a estabilidade da sua família. Quantos destes autonomeados defensores da família mudariam de passeio se Perfume Genius estivesse a tocar numa boombox segurada por Hadreas?

É um disco gutural, com falsetos assombrosos, electrónica sombria e piano melancólico. A voz coral de Hadreas dá solenidade a letras e temas que cairiam bem numa banda Rock. Em “Grid” a fase de fecho é “Um diamante / engolido e cagado / e engolido de novo / ao menos sabemos por onde andou.” Este grafismo assenta num fundo de gritos e ritmos nauseantes na repetição. Por oposição, em “I’m a mother” tanto a voz como os instrumentos parecem estar a tocar debaixo de água. Perfume Genius é um projecto com uma cara inescapável mas com inegável talento musical como suporte irmanado e responsabilizado. Há possibilidades no arco da personagem Perfume Genius que sem a correcta produção musical, arranjos e até montagem do disco não existiriam.

É um grande disco, com algumas das melhores canções que o ano nos deu. Terno na sua fragilidade e poderoso nas suas fúrias. Perfume Genius estará no Vodafone Mexefest, dia 29 de Novembro no Cinema São Jorge no que será certamente um dos melhores concertos do festival. Tão cedo não estará por cá e mais cedo do que se julga será artista de coliseus e festivais de Verão. A ver numa sala média, em intimidade, é agora ou nunca.

9/10

Previous post
Future Islands . Singles
Next post
Reportagem . Kasabian @ O2 Brixton Academy
Back
SHARE

Perfume Genius . Too Bright